Menu

Leitura

Blogs Amigos

Novas



PÉTALAS DE SANGUE
04Dez2007 20:30:00
Publicado por: Edi

Sim, magras flores

Feitas de medo

Hão de sofrer a primavera

E há de florir em meus olhos

Um jardim de veludo

Nas horas silenciosas

Que me secam os sonhos...

Haverá para mim

Estrelas recém-nascidas

Na oca manhã que me abraça.

Minhas dores serão poeira fina

E no céu se espalharão,

No céu aromático e desidratado

Da minha cidade...

Serei soprano em canto solo

Flutuando na nua catedral

E terei nas mãos

As mãos pálidas do meu amado,

Doce homem que não me espera,

Que não crê em dias dourados,

Que fala a linguagem dos mutilados

Enquanto sorvo meu sangue adocicado,

Vinho sujo de minha esperança,

Que por ele tenho derramado!



Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.